Aluguel sem fiador – tchau burocracia!

25 de setembro de 2019 - Dicas, Notícias

Aluguel sem fiador: saiba como o modelo coliving pode ser a solução para você

Muitos jovens quando completam a maioridade decidem sair de casa, e principalmente quando casam buscam logo comprar uma moradia para viver com o seu companheiro. Bem, esse é um maravilhoso sonho. Afinal dessa forma é possível ter muita mais liberdade e privacidade, não é mesmo?

Pois é, meu amigo. Sonhar é bom, só que na prática as coisas não são tão simples assim!

Bem, acontece que muitos imóveis para alugar exigem uma enorme burocracia para que você consiga morar na propriedade.

Dentre eles está a questão de conseguir um fiador, ter um contracheque gordo, o nome limpo no mercado, e mais várias outras coisas.

Por isso, muitas pessoas acabam deixando de lado esse sonho, e voltam a morar com os pais ou procuram outros métodos de moradia.

O aluguel sem fiador acaba se tornando um sonho muito desejado e distante em muitos casos.

Mas, não se preocupe, meu colega. Temos uma boa notícia para passar por cima dessa situação e te ajudar a realizar o seu sonho de morar sozinho!

Afinal, existe uma excelente opção para driblar a burocracia do aluguel. Você deseja descobrir que método é esse?

Explicaremos tudo para você!

Mas logo adianto: o estilo de moradia se chama coliving, e é um tipo de aluguel sem fiador, ou melhor, um aluguel sem burocracia. Incrível, não é mesmo?

Grupo_de_pessoas_jovens_coliving_conversando_sala_dia

Afinal, o que é coliving?

Bem, gostaria de iniciar essa explicação, ressaltando que: coliving é o principal tipo de aluguel sem fiador do mercado atualmente.

Isso porque, para alugar um coliving, não é preciso passar por nenhum processo de burocracia. Basta querer e ter condições financeiras para custear a moradia!

Perfeito, não é mesmo?

Então, esqueça todo o “blábláblá” de ter que pedir para aquele seu tio se tornar fiador do aluguel, por exemplo, pois isso não é preciso para alugar o coliving, ok? Esse tipo de moradia exige é um aluguel totalmente sem burocracia! É isso mesmo, aluguel sem fiador!

Agora chegou o momento mais esperado, e eu vou explicar direitinho o que é coliving.

Vamos lá?

O coliving é um modelo de moradia no qual as pessoas compartilham os espaços de convivência, tarefas domésticas, valores de aluguel, entre outras coisas.

Mas, agora você deve estar pensando: ah, mas isso já tem nome e se chama república!

Bem, meu amigo, vou te responder que “não”.

Por mais que esses termos tenham conceitos em comum, o coliving é um estilo de moradia no qual se tem a premissa de que todos vivem em comunidade, ou seja, de forma colaborativa. Incrível, não é mesmo?

Além do convívio compartilhado, o modelo coliving acredita muito em propagar a ideia de sustentabilidade em todos os sentidos – falaremos mais disso adiante.

Bem, se você ainda tem dúvidas se quer morar em um coliving, agora eu vou te mostrar as principais vantagens desse tipo de moradia. Vou provar que esse modelo pode ser a solução ideal para você.

Vamos lá?

Coliving-aluguem-sem-fiador-pessoas

Aluguel sem fiador? Temos! Mas, quais são as outras vantagens do coliving?

Bem, a questão de “alugar sem fiador” é um dos principais benefícios do coliving. Afinal, quem não quer realizar um aluguel sem burocracia, não é mesmo?

Portanto, o coliving é um excelente opção para fugir do fiador, assim como ele foge de você (risos).

Sem falar que, o aluguel sem fiador facilita a sua vida em todos os sentido no momento de alugar uma casa para morar.

Bem, mas mudando de assunto, o coliving pode ser a solução ideal para você que deseja sair da casa dos pais (ou dos tios, dos avôs, enfim de onde quer que seja).

Isso porque com o coliving é possível viver de forma colaborativa.

Portanto, nesse tipo de local é possível diminuir gastos, trocar experiências com pessoas diferentes, conviver com outros moradores sempre que quiser e ainda por cima promover a sustentabilidade.

Para te ajudar, vou explicar melhor como isso funciona, destrinchando cada uma das vantagens do coliving de forma separada, ok?

Vamos iniciar em termos financeiros: com o coliving, você divide os custos de moradia com outras pessoas. Por isso, todos os valores que envolvem toda a manutenção e compra dos materiais necessários para manter uma residência são divididos entre todos os moradores de forma igualitária.

Então, sabe aquele boleto por alguma manutenção no valor de R$ 500,00 que chega pelos correios no seu apartamento – supondo que você mora sozinho -, e é necessário pagar sem dividir com ninguém? Esse valor pode chegar a R$ 100,00, caso você divida o seu lar com mais 4 pessoas, por exemplo.

Por isso, ao invés de alugar um grande apartamento, onde você iria pagar todos os custos sozinho, você pode escolher o coliving! Lugar onde é possível alugar sem fiador e ainda por cima dividir todas essas despesas de uma casa. Devido à isso, o coliving é considerado um estilo de moradia que desenvolve uma economia colaborativa, o que ajuda até mesmo na preservação do planeta.

Você quer entender como isso é possível?

Bem, meu amigo, com uma coliving, os moradores conseguem diminuir o uso de recursos naturais, afinal tudo ali é compartilhado. Ao compartilhar espaços, por exemplo, as pessoas diminuem o uso de energia, tornando o local mais sustentável.

Sem falar que, através disso diminui-se também o consumo de água e ainda ajuda a reverter a situação de superlotação nos grandes centros urbanos. Afinal, no coliving várias pessoas dividem o mesmo lar.

Pois é, com o coliving, além de não ter problemas com burocracias e conseguir reduzir custos, você também pode ajudar na preservação do nosso querido planeta. Genial, não é mesmo?

Por isso, muitas pessoas afirmam que a ideia de coliving vai muito além do que um simples compartilhamento de lar. Os inquilinos dessa moradia compartilhada possuem propósitos e filosofias de vida parecidas, que envolvem a promoção da sustentabilidade. Assim, também promove um estilo de vida colaborativo, onde o “eu” vira “nós”, e todos pensam em conjunto a fim de ajudar o próximo e tornar o lar mais harmônico.

Essa ideia é bastante positiva, se pararmos para pensar. Pois nos primórdios da humanidade, o homem sempre viveu em tribos, mas com o tempo a fim de ter mais segurança e desenvolver uma vida mais privativa, as pessoas decidiram viver dentro de suas próprias casas.

pessoas_conversando_sala_mesa_pizza_coliving

O importante é que esse conceito individualista vem mudando com o tempo e que as pessoas estão cada vez mais abertas a se socializarem e viverem em comunidade.

Por isso em termos de sociabilização, o coliving também é uma excelente opção. Isso porque esses estilos de moradia oferecem locais compartilhados de convivência, além, claro, dos quartos individualizados, onde o morador pode ter total privacidade.

Assim que você estiver se sentindo sozinho, é possível ir a sala de jogos, bater um bom papo e se sociabilizar com os demais moradores do seu coliving. Diferentemente se você morasse sozinho, pois em casos como esses não teria com quem conversar pessoalmente no seu lar.

O coliving é uma excelente opção para deixar de lado aquela vida mais solitária e partir para o modo de vida colaborativo – igual aos tempos nos quais os homens viviam em tribos e dividiam todas as suas tarefas através da ideia de comunidade.

Além dessas vantagens, o coliving proporciona várias outras. Quer ver?

Bem, partindo do pressuposto que você tem uma vida extremamente agitada e uma agenda cheia de compromissos, o ideal é alugar um local onde é necessário fazer o mínimo de tarefas domésticas possível, não é mesmo?

Meu amigo, com o coliving isso é possível!

Nos espaços compartilhados, cada um possui a sua tarefa! (É importante ressaltar que, em alguns casos, os colivers também dividem o custo de contratar um profissional responsável por limpar o lar. Isso é uma ótima prática para todo mundo!).

Então, vamos supor que você irá dividir a moradia com mais 5 pessoas, o Vitor, a Lídia, a Bianca, o Héber e o Felipe. Nesse caso, cada um ficará responsável por determinada tarefa. Então, o Vitor ficará responsável por lavar as louças, a Lídia por varrer a casa, a Bianca por limpar por móveis, O Héber por fazer as contas financeiras mensais, o Felipe por fazer as manutenções diárias do apartamento, como t  rocar a lâmpada e você por preparar as refeições diárias por conta da suas ótimas habilidades na cozinha. Show, não é mesmo?

Bem, isso é maravilhoso quando se mora em conjunto. Mas… você já pensou em fazer isso morando sozinho?

Ah, meu amigo!

Todas as tarefas das 6 pessoas seriam delegadas somente para você! Isso iria te deixar fatigado ao final do dia, e ainda tomaria bastante o seu tempo, que já é bastante apertado.

Essa ideia de dividir tarefas é uma excelente opção para todas as pessoas que não possuem tempo de ficar arrumado a casa o tempo inteiro, e passam a maior parte do dia fora do lar.

Outra vantagem é que os colivings prezam bastante pela boa localização. Assim, as moradias compartilhadas ficam em torno de locais importantes da cidade, o que muitas vezes facilita a chegada em outros lugares. Tudo isso com você tendo a possibilidade de ter fazendo um aluguel sem fiador, melhor ainda, não?!

Isso ajuda a não precisar ter um transporte particular, e utilizar somente transportes públicos, bicicletas, ou até mesmo andar à pé para chegar ao local de destino.

Além disso, morando em colivings, rapidamente é possível chegar a diversos outros locais como bancos, universidades, centros empresariais de forma rápida e agilizada. Incrível, não é mesmo? Já pensou você morar a 5 minutos do seu local de trabalho, e não precisar mais ouvir reclamações do seu chefe por atraso? Sei que isso é uma excelente ideia (risos)!

Agora, vamos falar de um dos principais benefícios do coliving?

Esses espaços de moradia compartilhado são entregues totalmente mobiliados para o inquilino! Quando disse que o aluguel é sem burocracia, eu não estava exagerando, não é mesmo?

Os locais são entregues em formato de flats, e por isso todos os quartos são entregues com cama, ar-condicionado, mesa, móveis e muitas vezes até mesmo com uma mini cozinha acoplada.

Além disso, os colivings também têm academia, lavanderia, lanchonetes e espaços de coworking para que os moradores possam desenvolver novas ideias e projetos sem precisar sair da sua moradia.

Assim é possível diminuir os custos mais uma vez! Afinal, não será necessário comprar móveis caros, o que poderia provocar uma grande diferença no seu orçamento mensal.

Pois é, meu amigo, essa é uma excelente opção para quem deseja morar sozinho, mas não tão sozinho assim (risos).

Ah, e só para deixar claro: há quartos para casais também! Portanto, se você acabou de casar, saiba que é possível morar em um coliving!

Pessoas_animadas_alegria_juntas_jantando_coliving

Por isso, muitos jovens já se adequaram a esse modo de vida, assim como várias pessoas com mais idade – até os idosos, sabia?

Nos EUA, por exemplo, grandes CEOs abriram mão do seu apartamento e decidiram vivenciar o modo de vida colaborativo. E também existem algumas moradias compartilhadas adaptadas para as pessoas da melhor idade – com 60 anos ou mais-, que querem distância dos asilos, mas desejam viver uma vida menos solitária com outras pessoas da mesma idade.

Além dos EUA, vários outros países da Europa já estão investindo nesse estilo de moradia compartilhada. E o Brasil também tem focado bastante em construir colivings.

Principalmente em São Paulo, existem uma grande quantidade de moradias compartilhadas. Em outras capitais do país, como Porto Alegre, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza e Recife também possuem colivings para locação.

Fica claro que essa tendência veio com força e se mostrar uma ótima solução para a realidade atual, ainda mais com tantas facilidades; Aluguel sem fiador, burocracia, possibilidade de networking e muito mais!

Acho que agora, ao saber de todas as vantagens do coliving e descobrir que existem moradias compartilhadas nos quatro cantos do Brasil, é possível analisar se esse modelo de lar é a solução ideal para você, não é mesmo?

Portanto, analise direitinho a sua situação e compare as suas necessidades com as vantagens oferecidas pelo coliving!

Como o coliving pode ser uma alternativa de solução?

Os problemas de moradia são uma questão complicada dos grandes centros urbanos. Isso porque o indivíduo fica sempre na dúvida entre pagar altos valores e morar próximo da grande metrópole ou pagar um preço acessível mas em compensação passar por longas jornadas até chegar no seu destino final.

Quando se mora em um coliving, é possível pagar um preço justo e morar perto de centros urbanos. Isso porque o valor total de locação do apartamento é dividido entre diversos inquilinos. Então, supondo que o valor é do aluguel é R$ 6.000,00, e esse valor for dividido por 3 pessoas, cada uma paga R$ 2.000,00. Lembrando que isso ainda por cima possuo o benefício de morar em um local de boa localização. Maravilhoso, não é mesmo?

Além disso, com o coliving, o inquilino consegue ter “mordomias” e uma boa qualidade de vida. Isso porque essas moradias compartilhadas são completas!

Dentro do próprio espaço compartilhado, há lavanderia, lanchonetes, academia e espaço de coworking. Portanto, você pode fazer as suas refeições, realizar exercícios físicos e ter reuniões com seus colegas de trabalho sem precisar sair de casa.

Imagine que, você mora em São Paulo e faz exercícios em um bairro vizinho… Você demoraria bastante para chegar ao destino final, não é mesmo? Principalmente por conta do trânsito paulista, que é bastante complicado.

Morando em um coliving, você precisaria somente descer algumas escadas, e logo chegaria a sua academia. Rápido e simples, não é mesmo?

Sem falar que, qualquer pessoa pode morar em um coliving! O aluguel é sem fiador e sem burocracia. Então, independentemente da sua remuneração mensal ou da sua quantidade de bens, você pode se tornar um morador de coliving!

Então, ficou interessado em morar em uma coliving?

Ah, sabíamos que isso aconteceria… Afinal, é normal que as pessoas se apaixonem por essa ideia de viver de forma colaborativa, dividindo experiências, tarefas e as mesmas filosofias de vida.

Bem, agora esse é o momento de que você encontrar um bom coliving para viver, não é?

Essa é uma tarefa simples, se partirmos do pressuposto que há vários colivings maravilhosos espalhados pelo Brasil e também pelo mundo.

Mas… Como eles são maravilhosos, às vezes demora para o inquilino escolher qual a melhor moradia compartilhada.

Para te ajudar, vou fazer algumas análises e compartilhar algumas dicas, ok?

Vamos lá!

 

conversando_animadas_cozinha

Como encontrar o coliving ideal?

Bem, vamos analisar as suas necessidades e os benefícios proporcionados por cada coliving!

Vamos iniciar avaliando o seu capital financeiro!

Você tem condições que arcar com os custos de um coliving acima de R$ 4.000,00? Não? Pois então, vá em busca de locais que oferecem menos benefícios para o inquilino, mas que atenda a todas as suas necessidades básicas. Existem colivings para todos os tipos de público – A, B, C e D –, então não é preciso se preocupar!

Depois você deve pensar: “o que eu preciso ter por perto para viver bem, ou melhor, para onde eu costumo ir no meu dia a dia?”

Se a sua resposta, for: academia, faculdade e restaurante de comida chinesa, você deve buscar um coliving que tenha espaço para realizar exercícios físicos, restaurante dentro da moradia ou pelo menos próximo dela e também que a sua faculdade seja pertinho.

O ideal é que tudo seja cômodo para você, certo? Afinal, a proposta dos colivings é que você faça andando tudo o que precisa realizar no dia a dia, seja ir ao banco, ou qualquer outra coisa! – Ah, ou que no máximo você precise usar rapidamente um transporte público, deixando de lado o particular, pois esse provoca malefícios para a preservação do planeta!

Outro fator importante a ser analisado é: se você trabalha fora ou em casa.

Pois, caso você trabalhe em casa, é necessário que o coliving tenha um espaço de coworking, certo? Afinal, não teria outro lugar melhor para desenvolver os seus projetos do que uma sala reservada para trabalhar.

Além disso, verifique quais são as suas outras necessidades, como ter locais perto para refeição, se você não souber cozinhar, por exemplo. Nesses casos, o indicado é procurar pelo coliving que tenha uma lanchonete na sua parte interna, como uma hamburgueria ou uma pastelaria.

Ah, e se você não tiver tempo para realizar tarefas domésticas, como lavar louças ou limpar os móveis da casa, vá em busca de um coliving que ofereça um profissional especialista no assunto, ok? Afinal, se você não puder colaborar com a limpeza do ambiente, assim como os outros moradores, não há motivos para viver em um ambiente colaborativo.

Bem, se você está em busca de um coliving sp, venha conhecer a gente: o Kasa. No nosso modelo de moradia compartilhada oferecemos espaços compartilhados como: hamburgueria, lavanderia, Wi-Fi, espaço multifuncional, portaria e segurança 24 horas, máquinas de lanches e bebidas, academia, solário, espaço de coworking e serviço de concierge. Incrível, não é mesmo?

Pois é, no nosso local ainda possuímos um tipo de quarto perfeito para você, como os citados nesta lista:

Cada um eles possui as suas especificidades, e sem dúvidas, facilmente você encontrará um perfeito para as suas necessidades.

Além de São Paulo, há outras cidades do país que também possuem colivings e moradias compartilhadas inteligentes. Por isso, o ideal é pesquisar bastante, principalmente na internet, para encontrar o lar perfeito para você! Outra opção é conversar com amigos e dividir experiências sobre as colivings.

Se o coliving se adequar às suas necessidades de valor, localização e estrutura, pode ser que esse seja a moradia compartilhada ideal.

Ah, e não esqueça! Procure aquele coliving que oferece o melhor aluguel sem fiador e sem burocracia, afinal quanto mais rápido for o processo para você morar no seu novo lar, melhor, não é mesmo? Portanto, não deixe de fazer isso!

Bem, pessoal, é isso!

Caso você tenha vontade de morar em SP, nos visite (o Kasa). E caso, você queira morar fora do Brasil, saiba que existem bons locais nos EUA, na Holanda e na Dinamarca, por exemplo, onde você pode ser muito feliz compartilhando uma moradia com pessoas incríveis e fazendo o que mais gosta em um lar confortável e que atende a todas as suas necessidades como inquilino.

Fechou, então?

Se você deseja ter mais dicas sobre coliving, continue acompanhando o nosso blog, pois postaremos muito mais novidades sobre esse maravilhoso modelo de lar e modo de vida!

Até mais!

Tchau_Tchau

Você vai gostar

6 dicas de decoração para apartamento pequeno

6 dicas de decoração para apartamento pequeno

A busca por praticidade e segurança na forma de morar é uma tendência que está tomando conta das grandes cidades pelo mundo....

Veja mais
Co-living: um espaço perfeito para criadores de conteúdo

Co-living: um espaço perfeito para criadores de conteúdo

O nosso morador e influencer digital, Pedro Giannini, conta mais sobre a sua experiência de morar no nosso co-living. Confira! Olá, Meu...

Veja mais
Coliving: entenda como funciona a moradia compartilhada

Coliving: entenda como funciona a moradia compartilhada

Esse novo conceito de moradia veio para mudar a forma de se morar nas cidades. Desde os primórdios o homem vive em...

Veja mais