Coliving: entenda como funciona a moradia compartilhada

13 de agosto de 2019 - Dicas, Notícias

pessoas-coliving-people-living-kasa

Esse novo conceito de moradia veio para mudar a forma de se morar nas cidades.

Desde os primórdios o homem vive em comunidade e esse desejo de viver de forma colaborativa permanece até os dias atuais. No entanto, isso diminuiu com o tempo: a maioria das pessoas, quando adentrou na vida urbana, começou a construir as suas próprias habitações rodeadas de muros o que aumentou a distância entre os indivíduos.

Mas, o fato é que esse pensamento individualista tem mudado cada vez mais. Isso porque as pessoas têm parado para pensar se, de fato, é vantajoso manter altos gastos para morar sozinho e ter pouca socialização com as pessoas. Afinal, o valor do aluguel tem ficado cada vez mais salgado e as pessoas mais distantes. Por isso é necessário refletir: será que vale a pena?

A resposta que a maioria das pessoas encontram é: “não”. E por isso muita gente tem buscado cada vez mais entrar em contato com as outras, criando laços, mantendo relações profissionais e até mesmo trocando experiências.

Muito interessante isso, não é mesmo? O homem moderno tem cada vez mais buscado viver em bando, como as antigas tribos – a prova de que a socialização faz parte da natureza do ser humano.

Bem, a fim de solucionar os problemas relacionados ao individualismo dos grandes centros urbanos, e em busca de reverter esse quadro – ou melhor, aumentar a socialização entre as pessoas -, desenvolveram uma excelente ideia alternativa: o coliving. Esse método de moradia tem como principais objetivos estes a seguir:

Genial, não é mesmo? Pois é! O coliving é uma ideia, e tanto!

Mas, para te explicar melhor esse termo, vou destrinchar esse conceito, ok? Vamos lá!

Afinal, o que é coliving?

Coliving é uma tendência urbana que tem se tornado cada vez mais comum – principalmente na Europa, nos Estados Unidos e no Canadá –  já que as pessoas estão deixando de lado o modo de vida mais individualizado, e estão prezando por viver em comunidade a fim de criar laços, dividir tarefas e custos e também ter novos interesses.

Em seu conceito mais amplo, coliving são espaços de moradia compartilhada onde diferentes pessoas dividem o local, podendo esse ser uma casa ou um apartamento.

Isso pode estar soando diferente para você, mas sabia que o coliving é um tipo de comunidade bastante antiga?

Nos anos 70, existiam diversas cohousings que eram sistemas de colaboração onde as pessoas mantinham as suas casas privadas e compartilhavam locais de convivência. Isso ocorreu principalmente na Dinamarca, quando se deu o auge do movimento hippie.

Em um espaço urbano cada vez mais individualizado, as pessoas estão buscando relacionarem-se umas com as outras, e por isso o coliving tem se tornado uma grande tendência nas grandes cidades, seja com o intuito de diminuir custos, aumentar as relações humanas, trocar experiências ou realizar coworking.

Maravilhoso, não é mesmo?

Pois é, meu caro!

O coliving é incrível para pessoas que possuem pouco tempo para fazer tarefas de casa, vivem sozinhas em locais afastados da cidade, viajam a todo instante e necessitam criar relações pessoais e profissionais.

Por exemplo, se você é um profissional que viaja todo mês para fora, gosta de se socializar com as pessoas, marcar encontros profissionais em espaços compartilhados, morar em locais bem localizados e também busca sempre por praticidade e não tem muito tempo para realizar todas as atividades domésticas, o coliving é uma excelente opção para você!

Isso porque nos ambientes de coliving, as pessoas têm o seu próprio quarto mas compartilham os outros ambientes da casa, como cozinha, sala e varanda.

Então, tudo isso despertou o seu lado colaborativo? Ah, meu caro, isso é bastante normal! Também fiquei com vontade de viver em comunidade quando descobri essa maravilhosa tendência!

Mesmo que para muitos isso seja um desafio, no fim é maravilhoso ter todo mundo reunido para compartilhar o mesmo estilo de vida: a colaborativa!

Se toda essa ideia de “mi casa, su casa” desencadeou um grande interesse em você, vou te explicar melhor como funciona o coliving. Vamos lá?

 

casal-conversando-talking-people-coliving

Como funciona o coliving?

Se você pensa que o coliving é pura desorganização onde as pessoas vivem de férias o ano inteiro, você está profundamente enganado!

As pessoas que moram em coliving buscam viver em comunidade de forma colaborativa a fim de ajudar uns aos outros, e por isso nada de desarrumação existe nesses lugares.

Como já dissemos, cada inquilino vive em seu quarto e são compartilhados apenas os demais cômodos de uma moradia. Por isso, nesses outros locais da casa (ou do apartamento), as pessoas convivem umas com as outras, se ajudando e trocando ideias.

Isso tudo funciona como aquela ideia de economia colaborativa – em que as pessoas procuram viver de forma consciente e provocar a diminuição de desperdícios por meio do compartilhamento das coisas.

Mas, agora você deve estar pensando: se as pessoas compartilham espaços da casa a todo momento e vivem em comunidade, como não irá existir conflitos nesses lugares?

Bem, meu amigo, há regras!

Isso mesmo… existem algumas normas pré-estabelecidas para que não ocorram conflitos dentro das moradias compartilhadas.

As principais regrinhas para viver em harmonia são: sustentabilidade, integração e colaboração. Legal, não é mesmo?

Portanto, todos os colivers devem ter práticas para diminuir o desperdício, colaborar com o próximo e manter relacionamentos saudáveis e harmônicos.

Quem não seguir as regras descritas acima não possui condições para viver em um coliving!

Isso porque o coliving surgiu justamente da ideia de viver em colaboração, ou melhor, de quando um rapaz qualquer de 20 anos percebeu o preço salgado das moradias bem localizadas, preferiu fugir da solidão e prezou pela praticidade e comodidade de viver em comunidade e decidiu compartilhar os espaços de uma só moradia.

Após falarmos algumas características do coliving, você deve ter percebido que esse é um modo eficiente e inteligente de compartilhar a moradia.

Mas sabia que não são apenas essas vantagens proporcionadas pelas colivings? Bem, existem outros benefícios. Vamos ver quais são?

people-talking-coliving-pessoas-falando-coliving

Benefícios do coliving

Bem, o coliving proporciona diversos benefícios para o morador. Mas, o principal deles é que esse tipo de moradia compartilhada é um modo de desviar dos problemas gerados pela superlotação dos centros urbanos e também pelos altos valores estabelecidos pelo mercado imobiliário quando o assunto é aluguel.

Sem falar que, essa é uma excelente opção para os estilos de vida atuais, como os nômades digitais, as pessoas que trabalham home-office ou até mesmo para os profissionais liberais.

Por isso, as pessoas que têm trabalhos mais flexíveis, moram sozinhas e desejam vivem em locais bem localizados, veem no coliving uma maneira de ter um dia a dia mais prático e cômodo.

Afinal, nada melhor do que se encontrar com clientes ou trocar ideias com os moradores nos ambientes de coworking, não é mesmo?

Essa ideia colaborativa pode enriquecer o conhecimento e proporcionar muitas vantagens para a vida pessoal do morador – e por isso, o coliving é um tipo de moradia que vai muito além da ideia somente de ambiente compartilhado.

Portanto, se você é um jovem que deseja conhecer o mundo, trabalhar como nômade digital e principalmente sair da bolha do mundo digital, não tenha dúvidas de que o coliving é uma excelente opção.

As vantagens do coliving não param por aí!

Você conhece toda aquela papelada exigida pelos alugueis de casas, que inclui certidão de nascimento, contracheque, CPF e mais um bocado de documentos?

Bem, meu amigo! Saiba que são poucos os documentos exigidos por um coliving!

Além disso, tenho mais uma novidade: com a moradia compartilhada, você não passará por nenhum procedimento burocrático!

Afinal, facilmente você conseguirá alugar uma moradia e viver em harmonia no seu lar!

Bem, vamos para mais vantagens. Mas dessa vez, vou fazer uma lista para te mostrar como o coliving é maravilhoso. Olha só:

A partir disso podemos concluir também que além de obter uma moradia, você poderá também se livrar de grandes dores de cabeça ao alugar um coliving.

Não é à toa que o coliving virou tendência no mundo! Quer ver?

garota-aeroporto-girl-airport

Coliving no mundo

Bem, vou começar falando do coliving nos EUA. Lá existe um coliving bastante conhecido chamado de WeLive – que é uma extensão do conhecido Wework, um reconhecido local de coworking -, que fica localizado no centro de NYC e atrai pessoas de negócio do mundo inteiro.

Mas, não é só esse! Nos EUA existe uma grande oferta de moradias compartilhadas, assim como na Europa e no Canadá, como dissemos anteriormente.

Principalmente em Chicago e Washington há uma grande quantidade de colivings, podendo ser para estudantes, profissionais liberais, nômades e acredite: até para CEOs! Isso porque esses profissionais preferem tornar a sua vida mais prática possível a fim ter tempo para outras coisas – afinal, tempo é dinheiro, concorda? (risos)

Em determinados lugares do mundo, diversas pessoas tem comprado casarões antigos e os transformado em enormes colivings para oferecer tudo o que o morador tem direito!

Até mesmo os mais idosos estão optando por morar em ambientes compartilhados – bem longe daquela ideia que a maioria das pessoas tem de asilos, que são ambientes melancólicos e tudo mais. Por isso, em diversas cidades existem colivings feitos para atender o público da melhor idade.

Isso porque as pessoas de 60 a 80 e poucos anos, por exemplo, muitas vezes vivem de forma solitária e desejam ter um maior contato com o próximo, e nada melhor do que viver de modo colaborativo para compartilhar a vida com as pessoas, não é mesmo?

Após descobrir tantos benefícios e perceber como a moradia compartilhada é incrível, você deve estar se perguntando se não existe coliving em São Paulo, por exemplo.

Eu posso te responder em alto e bom tom: claro que tem, meu caro! E muitos!!

 

Agora falamos de coliving Brasil!

Coliving sp é muito comum, basta dar uma olhada ao redor que você irá achar vários – alguns com mais qualidade do que outros, claro.

Existe também coliving Porto Alegre, Rio de Janeiro, Fortaleza, entre várias outras cidades do país…

O coliving sp é mais comum pelo seguinte motivo: essa cidade é o centro de negócios do país e é aqui que acontecem vários encontros profissionais, onde diversas pessoas decidem morar para conseguir oportunidades, dentre outras coisas.

Em São Paulo, existem alguns colivings com estilos mais roots – onde há uma grande procura pelos universitários – e também as mais estruturadas, onde pessoas que vivem como nômade ou que desejam ter mais praticidade moram.

Os estilos mais roots – que acabam se distanciando um pouco do real conceito de “coliving” – são aqueles em que os próprias donos dos locais anunciam no Facebook, por exemplo: “Galera tem uma vaga na minha moradia compartilhada. Você tem direito à diarista, uma suíte e sala com cozinha”. Já as mais estruturadas possuem academia, lavanderia, coworking, dentre outros benefícios.

Por isso, você pode encontrar a ideal para você, de acordo com o seu perfil. Incrível, não é mesmo?

Pois é, e com o crescimento do espírito de comunidade, as pessoas cada vez mais estão querendo colegas de quarto para compartilhar as suas experiências, e também estão fugindo daquela ideia de vida solitária dentro de um grande apartamento.

Cada indivíduo tem procurado encontrar e adentrar no seu próprio grupo e se conectar com as pessoas ao seu redor, seja para estabelecer uma amizade longa ou duradoura ou até mesmo uma excelente relação de negócios, onde ocorrem o desenvolvimento de grandes sociedades – normalmente ligadas à ideias inovadoras, como as startups.

Por mais que o coliving seja um espaço compartilhado que oferece inúmeras vantagens, a premissa desse tipo de moradia vai muito além disso: essa ideia também desperta o modelo de vida em união, ou melhor, mais colaborativa, onde as pessoas se ajudam em relação às despesas do local, tarefas domésticas e também fazem companhia umas às outras.

Além disso, no coliving as pessoas ajudam na sustentabilidade do planeta! Isso porque os moradores compartilham os mesmos espaços, e consequentemente, a mesma energia, os mesmos materiais de uso doméstico, entre outros.

Isso diminui o desperdício e também ajuda a preservar o planeta, o que é um trabalho muito incrível e eficiente!

Bem, com tantas afirmações, acho que você deve estar curioso para saber mais sobre esse assunto que envolve o conceito de coliving e sua relação com a sustentabilidade.

Para te ajudar a entender melhor todo esse assunto, agora vou explicar os motivos ligados à socialização e a sustentabilidade, pontuando os motivos de ser benéfico para qualquer indivíduo morar em um coliving.

 

pessoas-coliving-people-coliving

Mas, por que morar em um coliving?

Bem, meu amigo, o coliving é um espaço de moradia compartilhada onde um dos principais intuitos é: preservar o mundo. Isso porque os grandes centros urbanos atualmente são considerados locais de intensa poluição, seja por conta do trânsito, prédios ou indústrias. O fato é que o planeta está cada vez mais sendo degradado e se tornado superpovoado.

Com o coliving é possível dividir o mesmo espaço dentro de uma cidade. Imagina só: você divide uma moradia compartilhada com mais 5 amigos, ok? Imagina se todos vocês morassem em locais separados… Teria que existir um apartamento para cada um, e isso iria lotar um pequeno prédio. Mas não… com o coliving, vocês cinco, juntos, lotam apenas um andar desse prédio, por exemplo. Genial, não é mesmo?

Ah, e digo mais: imagina que vocês moram em um coliving, e no final da noite, todos decidem ler um livro na sala. No lugar de serem 5 espaços diferentes ligando a luz, será apenas uma lâmpada acesa para as cinco pessoas. Com isso é possível diminuir o desperdício e aumentar a sustentabilidade no planeta.

Pois é, meu amigo, o coliving é uma ideia incrível!

Sem falar que, cada vez mais as pessoas estão morando em diferentes partes do mundo e sozinhas, o que aumenta ainda mais a demanda por coliving. Isso porque essa é a melhor opção. Quer ver?

Bem, imagine que você mora no nordeste e foi chamado para se tornar um analista de marketing em SP. O salário é show de bola, a cidade é maneira e você vai conseguir alavancar ainda mais a sua carreira. Imaginou?

Agora, vamos para a parte de escolher um local para morar. Você chega em SP, vê aqueles imensos apartamentos e percebe que o valor do aluguel é altíssimo, impossível para o seu bolso, afinal a mensalidade chega a 50% do valor da sua remuneração mensal.

Além disso, os apartamentos são enormes, ficam longe do centro da cidade – inclusive, para ir ao trabalho, você teria que pegar 2 ônibus e 1 metrô -, e ainda por cima se sentiria solitário em um local tão silencioso e amplo.

Depois, você entra em um coliving, que tem tudo o que você precisa dentro do mesmo prédio: lavanderia, academia e ambiente de coworking. Depois, anda mais um pouco e tem um espaço de 30m² que atende a todas às suas necessidades – que seria o seu quarto individual. Por fim, dá mais 3 passos, e encontra várias pessoas com os mesmos objetivos que os seus para trocar ideias e jogar conversa fora. Pronto, todos os seus desejos foram atendidos com os benefícios proporcionados pelo coliving!

Se, mesmo assim, você ainda deseja saber se o coliving é o local ideal para você morar, agora irei tirar todas as suas dúvidas.

 

casal-feliz-coliving-couple-happy-coliving

Para quem se destina o coliving?

Normalmente, os colivings atraem um público mais jovem, já que essas pessoas entre 20 e 30 anos tendem a querem vivenciar diferentes estilos de vida e compartilhar o modo de viver colaborativo, principalmente porque muitas vezes eles têm mais informações e também uma mente mais aberta.

Mas, assim como há coliving para o público mais jovem, existem também espaços de moradia compartilhada para o público mais idoso, com ambientes estruturados para receber pessoas da melhor idade.

E também existem colivings para adultos bem-sucedidos que trabalham bastante e desejam ter o máximo de praticidade ao chegar em casa. Um exemplo de coliving sp nesse estilo é o Kasa, um espaço moderno no qual é possível ter tudo o que você precisa para viver bem em um só lugar.

Isso porque a moradia do Kasa fica muito bem localizada em sp, e fica perto de diferentes locais. Assim não é preciso se distanciar muito do seu lar para conseguir resolver os seus negócios do dia a dia ou até mesmo ir a um bom restaurante, por exemplo.

Além disso, o local oferece um excelente custo-benefício, com diversos espaços compartilhados pra você trocar ideias com diferentes pessoas que moram no mesmo local que o seu, e possuem pensamentos e experiências variadas que podem enriquecer o seu conhecimento e até mesmo te ajudar a montar o seu novo negócio.

Por conta da suas grandes vantagens, o coliving tem conquistado o coração de pessoas do mundo inteiro, e feito bastante sucesso no meio imobiliário. Portanto, seja mais uma adepto do modo de vida colaborativo e troque experiências com diferentes pessoas através da moradia compartilhada!

Você vai gostar

Mais 05 lugares para visitar em São Paulo

Mais 05 lugares para visitar em São Paulo

  Está em São Paulo e quer aproveitar ótimas opções de passeios? Assim como você, aqui no nosso Coliving temos muitos moradores...

Veja mais
Aluguel sem burocracia? Sim, existe!

Aluguel sem burocracia? Sim, existe!

Está procurando um novo apartamento para morar, mas a burocracia é tanta que está te desanimando? Você deveria conhecer o Kasa, primeiro...

Veja mais
Influencer conta como é morar e trabalhar em um co-living

Influencer conta como é morar e trabalhar em um co-living

Olá, Me chamo Pedro Giannini, tenho 24 anos e moro em São Paulo há 4 anos. Trabalho com criação de conteúdo online...

Veja mais